Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Casamarela

Blog experimental, dedicado a uma ala do Palácio Amarelo de Portalegre. Verdadeira «Casa de Bonecas», onde, seguindo a tradição, há sinais e emblemas de nobreza. Assim: Casa Amarela, Cas'Amarela, ou Casamarela

Casamarela

Blog experimental, dedicado a uma ala do Palácio Amarelo de Portalegre. Verdadeira «Casa de Bonecas», onde, seguindo a tradição, há sinais e emblemas de nobreza. Assim: Casa Amarela, Cas'Amarela, ou Casamarela

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Com fotografias, para se poder comparar a evolução da degradação: que apesar da protecção já dada é (sempre) um processo em evolução

Quando em Abril de 2013 se pediu à Câmara Municipal de Portalegre que devolvesse a casa de que tinha sido inquilina e a qual entendeu emprestar a um comerciante da restauração dessa cidade, não poderíamos prever que essa devolução iria levar mais de um ano a concretizar-se...

Também que iria ser necessário fazer intervir um advogado, para que a mais que justa pretensão se viesse a concretizar. Só depois de mais de um ano a enviar correspondência, é que por fim a devolução aconteceu. E mesmo assim, foi ainda necessário que gastássemos bastante tempo a dirigir a evacuação dos trastes (e materiais de arquivo) que o município se preparava para abandonar. 

Até agora, e de acordo com o que consta na lei, muitas das alterações que os inquilinos podem fazer, ainda não foram repostas como estavam, quando a Biblioteca se instalou no imóvel.

Esta história - e também a Cultura Patrimonial inexistente, como é cada vez mais visível na parte maior do Palácio Amarelo de Portalegre (no nº 13 do Largo Cristóvão Falcão) - não pode deixar de nos lembrar o blog Ruin'Arte, e os esforços de Gastão de Brito e Silva.

Que ao fotografar centenas de Ruínas nos mostra a sua beleza: não apenas a das fotografias que faz e trabalha para as tornar mais impressivas, mas também a beleza original, que assim fica realçada, dessas edificações! Aliás, a partir da sua selecção é impossível não perguntar, qual a razão para que óptimas obras de arquitectura tenham sido abandonadas à sua sorte?

Sorte que, é maneira de dizer, pois é sabido não é nenhuma: É azar!

Pois a natureza e «os elementos», não são propriamente clementes ou protectores daquilo que lhes é estranho, ou é artificial! Mais, os jardins e o paisagismo inglês a partir de setecentos provam bem a necessidade de intervenção - mesmo que cuidadosa e cirúrgica - na natureza.

Assim, construir e não cuidar, em sucessivos trabalhos de conservação e manutenção; ou seja, abandonar o edificado à sua sorte, é, pode-se dizer, o mesmo que maltratar propositadamente!

De igual modo, depois de iniciado um processo de ruína, é muitas vezes dificil ou até impossivel trava-lo. Algo que fomos comunicando à CM de Portalegre, quando a partir de Abril de 2013 nos foi dado conhecer o estado em que a casa estava, e a impossibilidade de se intervir urgentemente!

 As fotografias acima - foram feitas exactamente 3 anos depois das que estão num post anterior (rever e comparar); servindo para demonstrar como é praticamente impossivel, só com a proteccção adequada, e sem um restauro complementar, conseguir interromper um processo de ruína já desencadeado...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.