Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Casamarela

Blog experimental, dedicado a uma ala do Palácio Amarelo de Portalegre. Verdadeira «Casa de Bonecas», onde, seguindo a tradição, há sinais e emblemas de nobreza. Assim: Casa Amarela, Cas'Amarela, ou Casamarela

Casamarela

Blog experimental, dedicado a uma ala do Palácio Amarelo de Portalegre. Verdadeira «Casa de Bonecas», onde, seguindo a tradição, há sinais e emblemas de nobreza. Assim: Casa Amarela, Cas'Amarela, ou Casamarela

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O que, seguramente, aqui (na internet) estamos a fazer desde 2010...

... é uma coisa que nos dá imenso prazer! E isso vem do facto de ter a certeza de estar a fazer algo de bom. Mas será que é, mesmo bom...?

Poderão dizer alguns que "presunção e água benta cada um toma a que quer...", e claro que sim, pois o auto-convencimento, essa presunção, é verdade, cada um presume (ou não presume), em função de si, da sua coerência, da sua mente, e até mesmo, é o mais apropriado dizer, da sua humildade.

Mas vamos adiante sem nos perdermos: é que mais do que encontrar por aí - nalgumas bibliotecas fora de Portugal o trabalho que fizemos a propósito de Monserrate, por exemplo, é ler um catálogo do Soane Museum, e ver como o nosso trabalho «anda lá perto»*: nos temas tratados - a arquitectura setecentista - mas também, pontualmente, na qualidade que conseguimos pôr nas nossas investigações.

Foi ver, há uns bons anos na Somerset House (Londres), uma exposição que tinha a ver com Horace Walpole. É ainda pegar num livro que - discreto, mas lindo... - foi coordenado por Dana Arnold e nos dá fantásticas informações sobre a georgian villa.

É hoje o gosto (mas também o enorme peso, a responsabilidade!) de ter uma «quase georgian aisle», que durante algum tempo vamos cuidar, e preservar, tanto quanto possível**.

E voltando à presunção e à água - que é toda benta por ser preciosa - vamos tendo a sorte de a poder beber, já que ainda não estamos num deserto. Depois, que a saibamos repartir por todos os que têm sede. Divisão que é um acto de cuidar dos outros... (caso se interessem)

O que nos lembra, aquilo que há muito pensamos e questionamos, várias vezes. Desde o amor aos outros, ao amor à cultura e ao conhecimento: que graus, que escadas? Que diferentes níveis de valorização num tempo em que todos os valores andam tão baralhados? É ainda um enorme prazer, e deixámo-lo registado sobre o Palácio de Sintra, poder estabelecer paralelismos, fazer deduções - e enfim pensar - numa obra que está aqui em Portugal, a anteceder exemplos que são característicamente londrinos.

O trabalho de Tristram Hunt (...The Victorian City...) reflecte este tema, mas também muitos outros... E pensar que por aqui Maria Amália Vaz de Carvalho há cerca de 100 anos também ela aludiu a Ruskin, enfim, é pensar que há referências que alguns de nós podemos continuar a lembrar.

SoaneMuseum-2007.jpg

Porque há saberes que levamos, e outros que felizmente trazemos de Portalegre, e no caso do Palácio Amarelo, a certeza de que a grande escadaria se inspirou na Cerâmica Wedgwood (azul acinzentado - a camada que subjaz debaixo do azulão da cal, na fotografia).

DSCN8077.JPG

Como particularmente aconteceu em Inglaterra, pela mão e pelo risco de muitos arquitectos que então eram chamados Amateurs: como terá sido, provavelmente, o mencionado Ignatio Caldeira.

18806114_zM11H-b.jpg

*Ver - A Passion for Building: the Amateur Architect in England 1650–1850

An exhibition at Sir John Soane’s Museum, London, 18 May to 1 September 2007. 

Uma paixão que podemos dizer ultrapassa a mera posição professional, e lembra a postura dos arquitectos ingleses de 1700, que ainda não o sendo profissionalmente vieram depois a estar na génese daquilo que é hoje a nossa profissão  

 **O que aqui se passa - Casa'marela - nasceu em http://primaluce.blogs.sapo.pt/ e http://iconoteologia.blogs.sapo.pt/.  E surgiu a propósito de um outra casa que nunca mais vamos esquecer, nem largar a ideia:

NECDOMUSDOMINUS, SED DOMINO DOMUS, HONESTANDAEST

(Não é o Dono que deve ser honrado pela Casa, mas a Casa pelo Dono).

Por fim lembrar que há em Portalegre alguns exemplos de edifícios marcados por uma certa influência inglesa, como acontece em Lisboa ou no Porto. Embora poucos ou nenhuns (portalegrenses?) se interessem pela questão...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.